www.rjscie.com

Segurança Contra Incêndios em Edifícios
 
PortalPortal  InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 MAP 3a Categoria de risco

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
2M



Mensagens : 6
Pontos : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 28/12/2011

MensagemAssunto: MAP 3a Categoria de risco   Dom Maio 19, 2013 9:07 am

Caros colegas,
Precisava da vossa ajuda para saber o valor justo pela elaboraçao de umas map de uma creche da 3a categoria de risco. Ha um projecto aprovado pela anpc.
De facto faço map ha algum tempo numa empresa de projectos mas naturalmente nao sei o valor cobrado pela administraçao e esta fora de questao indagar. Surgiu me um pedido a titulo particular e vou aceitar mas nao quero praticar valores muito fora do mercado. Sei que ha empresas que fazem isto ao desbarato e cobram 500€ pelas map, mas considero isso uma afronta e a clara denuncia de que nao sabem o que devem fazer e o trabalho que da. Pelo tempo que vou ter de dispender, pela quantidade de vezes que vou ter de me deslocar ao local, todos os procedimentos e fichas, e por todo o trabalho envolvido estava a pensar cobrar 1800euros, mas gostava de saber qual a vossa opiniao ou o que costuma ser cobrado. Este valor nao incluia a formaçao, que no meu posto de vista deveria ser uma empresa certificada a dar, e o simulacro, nem o pagamento das taxas na anpc.
Obrigada a todos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Barradas

avatar

Mensagens : 340
Pontos : 385
Reputação : 15
Data de inscrição : 16/04/2010
Localização : ALENTEJO

MensagemAssunto: Re: MAP 3a Categoria de risco   Dom Maio 19, 2013 9:54 am

Epá independentemente da CRI.... o valor depende especialmente do tipo/ complexidade de instalações e equipamentos desenvolvidos.

Já tive UT IV de 2CRI mais trabalhosas que de 3CRI....
Por exemplo, sem contar com a parcela relativa à acção de formação/ sensibilização de funcionários:
- Para a 3CRI, fiz 1200€ + IVA e no entanto para a 2ª CRI, tive de fazer 1400€ + IVA.
- Também já tive situações em que 800 ou 1000€ + IVA tiveram de chegar...depende...

PS:
Pelo que tenho me apercebido, fazem a 500€ porque não fazem as fichas de procedimentos e de acções de manutenção para cada equipamento / sistema do PP...
No caso de edificios anteriores ao DL 220/2008 ou sem projecto SCIE. Não fazem a respectiva análise das condições SCIE e as plantas com a indicação dos equipamentos de segurança, locais de risco, efectivos e vias e saidas de evacuação, implantação com os hidrantes, etc... são mal elaboradas e/ ou inexistentes.

PS2:
ainda no mesmo tema (desculpem o desabafo). Em situação de projectos já de acordo com o actual RJ-SCIE, tenho também apanhado situação de edificios novos, a estrear... que apresentam inconformidades graves a nível do projecto.... e há que reportar/ e sensibilizar a entidade gestora para serem devidamente saneados.
Mais grave, são os projectos ainda de 2009 (podemos chamar projectos de 1ª geração - o pessoal ainda andava a aprender Diploma), no qual tem vindo a ser finalizados as obras e no qual tem havido muitas omissões e erros de projecto, nomeadamente das especialidades complementares. Nos caso de vistorias SCIE obrigatórias (caso das UT V).... há que prever a consultadoria SCIE... pois apresentam SEMPRE algumas irregularidades que devem ser saneadas antes de vistorias...
Da minha experiência, os erros recorrentes (com projectistas e instaladores diferentes) tem sido:
- locais de risco C, indevidamente classificados como tal - penalizando a obra e os custos.
- Centrais térmicas, mal localizadas, ESPECIALMENTE QUANDO TEMOS APARELHOS DE QUEIMA DE GÁS COM ALGUMA POTÊNCIA INSTALADA. (aqui nada A FAZER e confinantes diectamente com agrupamentos de locais de risco D)
- ausência de detecção de gases combustíveis e valvulas de cortes automáticos.
- ausência de selagens CF entre compartimentos de fogo.
- ausência de detectores de 2ª nível, quando requeridos.
- ausencia de compartimentação acima dos tectos falso entre zonas de fogo - temos muitas vezes plenos contínuos!!!
- CDI, localizadas em locais que não estão permanentemente guarnecidas/ vifgiadas... ou com soluções alternativas com repetidores nos locais devidos.
- CDI, sem sistema de alerta automático.
- Matriz de comando da CDI, ausência de informações e /ou matriz com procedimentos incorrectos. (por exemplo... actua actua automáticamente a desenfumagem do edificio todo, quando só temos detecção numa Zona CF - só esta deveria ser actuada; ou, actua os retentores electromagnéticos de todo o edificio... quando só seria necessário compartimentar a zona de fogo onde decorre a ocorrência)
- ausência de botoneira de corte geral de AVAC (apenas para sistemas centralizados)
- Sinaletica insuficientemente dimensionada, mal localizada e de tipo incorrecto.
- Extintores mal localizados, muitas vezes em número excessivo e na minha opinião... com tipo de agente extintor incorrecto para a classe de fogo que possa ocorrer na proximidade.. (por exemplo vai tudo em pó ABC... quando temos zonas com muita aparelhagem electri/electrónica que mereciam CO2) - ainda continuam a instalar os extintores a >1.20m...
etc...


Todas estas questões e mais algumas são depois importante também para organizar os SSI de forma eficaz...


Última edição por Pedro Barradas em Seg Maio 20, 2013 7:23 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://aguamestra.googlepages.com/
2M



Mensagens : 6
Pontos : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 28/12/2011

MensagemAssunto: Re: MAP 3a Categoria de risco   Dom Maio 19, 2013 2:43 pm

Caro colega, agradeço o comentário e a ajuda relativamente aos honorários.
Em relação às não conformidades concordo com tudo o que refere e sou ainda da opinião, enquanto projetista e tendo contacto com outros intervenientes no processo, que muitas vezes as não conformidades devem se à pouca sensibilidade e indiferença e negligência de outras especialidades, nomeadamente o avac ou instalações electricas que nao olham para os projectos de segurança, que muitas vezes avançam primeiro com a arquitectura, e em obra estao se nas tintas para os registos corta fogo porque sao orçamentados por eles e basicamente fazem tabua rasa do que é preconizado no RT-SCIE que todos os técnicos devem respeitar, nao so os projetista de segurança. Desculpem, este foi também um desabafo... Porque de facto ainda há muito trabalho por fazer nesta área, principalmente ao nivel da sensibilizaçao...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: MAP 3a Categoria de risco   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
MAP 3a Categoria de risco
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Produtos importados - sem riscos de taxas extras!
» EM TATUÍ, ESTADO DE SÃO PAULO, IGREJA É DEMOLIDA E A IRMANDADE FICA EM SITUAÇÃO DE RISCO!
» VEJA A DIFERENÇA ENTRE A CATEGORIA DAS LOCOMOTIVAS
» Carta Circular IRMANDADE – Número 01/2009 São Paulo, 29 de Janeiro de 2010. Ref.: ALTO RISCO DE NÃO CONTINUIDADE DA OBRA DE DEUS DEVIDO A CORRUPÇÃO ENTRE O MINISTÉRIO
» Piso Salarial

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
www.rjscie.com :: Fichas, Projectos e Planos :: Planos de Segurança Internos-
Ir para: